Como Planejar e Decorar Quarto para Crianças

Categorias: 2021 - Crianças - Decoração - Quarto - Quarto Infantil

Confira aqui algumas dicas e saiba como planejar e decorar um quarto de criança.



O mundo passa por um período difícil, diante da crise de pandemia que ainda se arrasta, e no Brasil não é diferente. Grande parte da população é empurrada para dentro de casa, e um grupo específico sofre muito com isso: as crianças. A infância é o período de expansão física, por excelência. Como resolver essa situação tendo eu permanecer grande parte do dia em casa?

Especialistas na área de organização de interiores de lares, apresentam algumas dicas sobre esse tema:

Durante esse período, que está sendo forçadamente estendido, de isolamento social, famílias inteiras permanecendo em casa, muito tempo, é necessário uma atenção especial às crianças (como aos idosos). É muito importante compreender que o quarto de uma criança é seu grande refúgio e precisa estar em condições de despertar o melhor de sua imaginação, de sua criatividade expansiva, de modo que elas possam passar muitas horas nesse ambiente onde tudo conspira para o seu desenvolvimento, contendo todo um aparato lúdico e acolhedor.

É imprescindível elaborar um verdadeiro projeto de ambiente, considerando todos os elementos possíveis. Nem todas as famílias têm condições para manter o melhor ambiente, ou o mais completo, porém, o esquema aqui enunciado pode ser aplicado em vários graus.



Conforto, segurança, acessórios necessários, além dos móveis, da cama, ampla variedade de brinquedos e jogos saudáveis. É preciso evitar ao máximo aparelhos digitais, focando assim em brinquedos físicos, para incentivar a ação dos pequenos e fazer os mesmos compreenderem que o momento que passamos é uma fase difícil e que nosso mundo está um pouco menor. É preciso mostrar aos pequenos que este período será uma abertura para novas atividades, novas brincadeiras, além de imaginar situações diferentes e pensar o que fazer depois desse isolamento.

Nada é mais importante para inteligência das crianças do que a arte e a imaginação. Portanto, também cabe aqui a observação da disposição dos móveis e como aproveitar melhor o espaço, além de proporcionar maior espaço para elas. Os profissionais da SCA Jardim Europa, especialistas na área de mobiliário, separaram algumas dicas nesse sentido:

Como foi dito, os brinquedos, as cores e os símbolos, entre outros elementos, tudo será válido para se personalizar o ambiente, do jeito que a criança gosta. Um pequeno roupeiro, cujo design seja voltado às crianças; uma cama personalizada, como um automóvel ou uma cama de princesa, deixe as crianças pensarem e contribuírem com suas ideias; as que forem possíveis, os pais podem aplicar.

Uma mesa ou bancada própria para as tarefas escolares e para se acomodar um notebook, para as aulas online; um pequeno baú de brinquedos personalizado até nas cores; um lugar para cada coisa.

No caso da mesa ou bancada, épreciso que o móvel tenha mais ou menos 80 centímetros na largura e 50 centímetros na profundidade. É preciso respeitar a altura de cada criança, cada filho, ajustar na medida ideal, de modo que os pequeninos possam apoiar os seus objetos. Tudo isso vai estimular a criança a ser mais organizada e dar mais valor ao seu universo.

Tudo deve ser o máximo ergonômico possível. Por exemplo, a altura da bancada ou mesa para crianças de sete anos deve ter até 65 centímetros de altura; para os mais “mocinhos” ou adolescentes, a altura deve ficar entre 73 e 83 centímetros. O padrão deve ser corretamente às idades, de modo a respeitar a estrutura física dessas pessoinhas que serão nosso futuro.

Outra dica: ambiente extremamente limpo. E isso deve ser um trabalho que vai contar com a colaboração das próprias crianças. Os pais, como sempre, devem determinar tarefas rigorosas, não muitas, mas o suficiente para que seus pequenos filhos possam exercer. Arrumar o quarto todos os dias, e limpar, dobrar as roupas, organizar as mesmas em cada parte do armário, com ajuda dos pais. Distinguir os setores do quarto. Um departamento para os brinquedos e outro para os estudos, como se fosse a própria casa dele.

Importantíssimo: ambiente onde circule muito ar, janela ampla, um espaço para a bagunça dos brinquedos, também, pois é essencial que as crianças brinquem. Vale a dica de uma pequena prateleira com livros infantis ou para adolescentes (não qualquer livro); abrangendo revistas em quadrinhos, didáticos, de colorir, contos de fadas. Decorar as paredes com imagens próprias para cada idade.

Por fim, um ambiente que incentive aos pequenos a sua própria organização ao longo de seu crescimento. Para proporcionar segurança para nossos filhos.

Paulo Henrique dos Santos



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *