Decoração para o Quarto de Casal

Categorias: Decoração - Dicas - Quartos

Confira dicas para deixar o quarto do casal ainda mais aconchegante.

Nada como começar o ano novo renovando a decoração de nosso ambiente interior, sobretudo aquele ambiente que mais fala de nós mesmos: nosso quarto. Aqui vão quatro dicas para a decoração de quarto de casal, no sentido de tornar tudo mais aconchegante.



Dentre os cômodos que são básicos em qualquer casa, estão aqueles que merecem maior cuidado, atenção, em termos de detalhes de decoração e conforto. Os quartos são uma espécie de segundo lar, onde repousamos, onde temos liberdade de viver em nossos mundos, repousar, meditar, trazer convidados, e organizar conforme melhor nos aprouver. Quando se trata de quartos de casais, a união e o acordo entre duas pessoas se torna mais intensa.

Um casal, geralmente, compartilha os mesmos utensílios no quarto, o ninho de intimidades. A disposição dos móveis, da cama, adereços nas paredes, um espelho, cobertas, lençóis, entre outros apetrechos devem ser determinados em acordo duo. Este é o lar dos casais, onde duas pessoas concordam com a disposição de todas as coisas. Seguem as dicas:

A – Sobre a iluminação, que produz um importante diferencial no clima do ambiente. Entre outras sensações, a iluminação de um quarto influencia muito sobre a qualidade do sono. Esta é a oportunidade de o esposo estar mais atento ao que é melhor para sua esposa. Um cômodo muito claro pode dificultar o sono, por isso, além da cortina que adorna a janela, encaixar no segundo trilho uma cortina de camada mais grossa, que proporcione um ambiente bem escuro, relaxante, mais isolado. Atenção para a lâmpada, pois o tipo de luz também influencia no descanso e até no humor.



É possível adotar outros estilos de iluminação bem comuns, de tipo luz direta, ou seja, a aquele feixe luminoso que sai do teto; mas, a iluminação indireta, aquelas que estão apontadas para o teto, ou que saem da parede, com bucais instalados na mesma parede, ou abajures, que suavizam a iluminação intensa, e até proporcionam um clima psicologicamente gostoso. Aqui as luminárias são as melhores alternativas, proporcionando um quarto meio iluminado, sendo que esses apetrechos, abajures ou luminárias estão disponíveis nos mais diversos estilos.

B – A cama; o ninho do casal. Esse item deve ser escolhido com muito cuidado, no sentido de ser um amplo leito de descanso, de namoro, de troca de carinho, que possa acolher os filhos que pulam em cima dos pais, nas madrugadas, quando assustados. Ou seja, deve ser confortável, acolhedor e elegante, também. Não pode ocupar muito espaço, por isso, é interessante medir todo o quarto, antes de pesquisar por uma boa cama. Existem camas tipo box para quartos amplos; existem camas para quartos mais exíguos, que são um pouco mais estreitas, porém, não menos confortáveis. Quem possui bastante espaço no quarto, pode optar pelas camas King Size.

C – Sobre as cores do ambiente. O casal deve estar de acordo com quase tudo, e a cor que vai preencher as superfícies das paredes deve ser bem escolhida. Todas as cores transmitem sensações variadas, sobretudo em um espaço íntimo, onde duas pessoas intensificam o amor uma pela outra. A melhor dica é a cor branca. Outras opções são: tons pastel ou tons bem neutros. As cores devem combinar com a decoração do ambiente e, se possível, com os móveis, no sentido de transmitir uma coerência, consistência, união e organização, dentro de um sentimento de aconchego. Por exemplo, casais que gostam de rock, podem decorar seus quartos com elementos de música.

D – Outros detalhes: dependendo do tamanho do ambiente, um poltrona pode ser a cereja do bolo. Essa peça pode ser essencial, pois o esposo, munido de uma luminária que foque apenas em si, pode terminar um estudo, um livro, um trabalho, antes de ir para a cama, mas, permanecer próximo de sua companheira, ou para fazer adormecer o filho recém-nascido, enquanto o cônjuge descansa. O quarto do casal deve ser acolhedor, sobretudo para os filhos. Dependendo da idade do filho, um espaço para o bercinho, pois nada torna uma criança mais segura e saudável do que a presença dos pais.

Por Paulo Henrique dos Santos



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *