Dicas para reformar a casa sem ter dor de cabeça


Confira algumas dicas para fazer uma reforma na sua casa sem ter problemas e dores de cabeça.

Realizar uma reforma é o sonho de muitos brasileiros atualmente. Esse desejo pode se tornar, no futuro, uma grande satisfação ou então um problema de grande dimensão. Uma vez, que a linha tênue entre esses dois sentimentos, quando se trata de uma obra, está diretamente ligada às atitudes do dono da empreitada. E para lhe ajudar nesta missão, o texto de hoje traz cinco indicações de comportamentos que vão lhe auxiliar a conquistar uma casa linda e ao mesmo tempo, esquivar-se de possíveis contratempos. Confira!

– Dica 01: Faça um planejamento financeiro detalhado

Muitas pessoas ao começarem uma obra já logo saem para comprar o que precisam, pois, eles querem que todo aquele trabalho seja realizado o mais rápido possível. As chances de se começar uma reforma assim e ela trazer muitos prejuízos são grandes. Uma vez, que não houve nenhum tipo de planejamento ou se algum “estudo” foi realizado, ele foi feito de forma muito superficial.


Devido a isso, a primeira indicação para se evitar dores de cabeça com uma obra é realizar um planejamento financeiro detalhado. Inicialmente, você já deve ter um levantamento das dívidas que possui. Avaliar qual impacto uma reforma vai ter sobre o seu orçamento. Se você possui capital necessário para bancar tudo o que você deseja mudar em sua residência. Ou em caso de um empréstimo, quais são as condições daquele negócio. Não pule essa primeira sugestão e também não realize esse levantamento de dados com pressa. É importante que você tenha clareza a respeito de todas essas questões.

Após a realização dessa análise, é o momento de você apresentar as suas ideias ao profissional responsável pela reforma para que você e ele façam um levantamento das despesas da obra. Assim, você pode dar continuidade ao seu plano de reforma tendo um teto de gastos.

– Dica 02: Não tenha preguiça de fazer pesquisas a respeito dos materiais

A segunda dica é na verdade um desdobramento da primeira. Já que será necessária uma reunião entre você e o profissional escolhido para realizar a obra, é imprescindível que nesse encontro, você seja objetivo e apresente tudo o que deseja reformar. E, obviamente que apresente o orçamento que possui. Assim que vocês fecharem todos os itens da reforma é fundamental que vocês dois façam uma lista de contendo todos os materiais necessários para a obra.



E é neste momento que de fato a sugestão número dois entra em ação. Pois, você vai precisar deixar a preguiça de lado e procurar pelos melhores preços. Não tenha medo de comparar os valores. Faça orçamentos em diferentes lojas, pesquise pelas melhores condições de pagamentos. Além disso, lembre-se de perguntar por possíveis descontos dependendo do modo de pagamento. Peça para analisar os itens promocionais. A internet também pode ser de grande valia durante esse processo de pesquisa. A ideia é que você não feche negócio na primeira loja. Compare todos os orçamentos, pois a diferença de preço pode ser muito grande. Dessa forma, você com toda certeza vai se esquivar de gastos desnecessários.

– Dica 03: Conte com profissionais de confiança e organizados para lhe ajudar

Muitos indivíduos possuem pavor de obra pelo fato de terem passado por dilemas que podiam ter sido evitados. E, em muitas vezes, esses problemas são causados pela equipe que você escolheu para tocar a obra.

Hoje em dia o que mais existe são empresas e profissionais que se dedicam a trabalhar em reformas de grande a médio porte. Muitas pessoas possuem a ideia de que esse tipo de trabalho é muito caro e seria inviável. Pois bem, aqui está mais um item que deve ser avaliado antes do início de fato da obra: analisar possíveis equipes de trabalho.

A sugestão é que você investigue os profissionais que atuam no setor da construção civil e opte por aqueles que lhe apresentem mais conhecimento e também que lhe passam mais confiança com preços e, sobretudo, com prazos. Não vai ser difícil encontrar esse tipo de trabalhador. Uma vez, que esse tipo de servidor costuma ter uma clientela fiel sempre disposta a divulgar o seu trabalho. Por isso, também busque por indicações.

– Dica 04: Supervisione você mesmo o andamento da obra

Bom, a reforma já foi iniciada, você seguiu as indicações recomendadas no texto. Mas, como o seu dia é atribulado, muitas vezes, você deixa que a empreitada caminhe com a supervisão de outras pessoas. Como os seus familiares e até a equipe que contratou para realizar a obra. Essa postura não é correta.

É mais que necessário que você mesmo confira o passo a passo da reforma. Verificar se o que foi combinado está sendo de fato cumprindo. Se as mudanças estão lhe agradando. Até porque os próprios profissionais que trabalham na empreitada precisam de um feedback do dono da obra. É necessário que exista um diálogo entre empregador e servidor. Esse contato vai facilitar muito para ambas as partes.

– Dica 05: Contenha a sua animação

Com o decorrer da reforma, é muito comum que os donos da empreitada se animem e queiram mudar mais algum cômodo ou investir em outro tipo de material. Cuidado com esse tipo de atitude. Ela pode ser nociva para o seu bolso e também para o prazo de entrega que foi estabelecido. Avalie muito bem todas as possibilidades, veja os custos que essas mudanças vão lhe trazer. Pois, dependo do que você optar, o planejamento inicial pode vai ter sido feito em vão e toda a sua economia não vai adiantar de nada.

Esperamos que essas sugestões lhe sejam úteis e ajudem a evitar possíveis complicações em sua reforma.

Boa sorte!

Por Isabela Castro

Reformar a casa

Deixe o seu comentário