Sofá – Como Usá-lo como Decoração





Saiba aqui como usar o sofá como decoração do ambiente.

O sofá, além de servir para dar mais conforto à sala de estar, pode funcionar como peça chave na decoração. É preciso escolher um visual que combine com o ambiente, sem deixar de lado a qualidade do item. Outros critérios como o tamanho, acabamento e cores devem ser analisados. Preparamos algumas dicas para escolher o melhor sofá para sua sala ou outro cômodo da casa.

Como o sofá é um móvel que demora para ser trocado, é preciso analisar bem alguns quesitos antes da compra, entre eles o posicionamento. Um sofá de canto é ótimo para otimizar o espaço. Já os que são compostos por módulos trazem versatilidade.

Para quem deseja boa durabilidade, o sofá de couro é ideal, além de ser elegante. Para ser bem preservado, o couro deve ser mantido hidratado. Basta usar um pano úmido para sua limpeza e usar produto hidratante a cada três meses.

E para ambientes com metragens reduzidas, como é o caso de quitinetes, o sofá-cama traz duas funções em apenas uma peça: serve para receber visitas durante o dia e acomodar o morador durante a noite. É preciso que ele seja bem aconchegante e macio para que garanta conforto como assento ou cama.





Para deixar o ambiente com um toque mais rústico, o sofá de pallet é econômico. Ele pode ser feito até mesmo por quem não tem habilidade com reciclagem, o que diminui seu custo. Seu visual se adapta bem em varandas.

Em relação às cores, os modelos coloridos dão um toque divertido ao local, mas é preciso cuidado ao escolher os objetos que ficarão ao seu redor. As almofadas devem ter uma tonalidade mais neutra, para não chamar mais atenção que o sofá. Bege, marrom e preto são opções que nunca saem de moda e não exigem limpeza frequente, ao contrários do branco e bege.

Para um visual mais clássico, invista nos sofás decorados com botões, com estofado em botonê. Esse modelo tem botões costurados no tecido, criando pregas e um desenho super charmoso. Há também os assentos com capitonê, técnica um pouco mais rebuscada, com fios costurados que criam relevos e depressões em formato geométrico, como losangos e quadrados.

Por Vanessa Queiroz



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *