Professores inventam caneta de desenho para cegos





Sabe-se que o método braile não é útil para ensinar cegos ou deficientes visuais a desenhar figuras geométricas, mapas, ou então realizar pinturas. Existia até então uma opção, chamada de “Thermoform”, que faz cópias (xerox) em relevo. Contudo, é um equipamento caro e não reproduz com fidelidade as figuras.

Aí entra a criatividade de dois professores, um francês e um brasileiro…

Quem disse que deficientes visuais não podem ser excelentes desenhistas? Isso é possível sim, ainda mais depois de duas invenções destes dois professores. O professor francês inventou uma caneta em que a tinta deixa um traço no papel com 1 mm de relevo (sensível ao toque). Com ela, o desenhista produz a figura, a aproxima de uma lâmpada, e imediatamente os traços vão ganhando relevo.





No Brasil, um professor da Universidade Federal de Pernambuco, criou um artefato semelhante. Veja aqui a reportagem sobre essa caneta desenvolvida pelo brasileiro.

Veja abaixo um exemplo de imagem produzida usando Thermoform:



4 comentários sobre “Professores inventam caneta de desenho para cegos

  1. Gostaria de saber onde encontrar essa caneta para desenho em relevo. Moro em Marechal Candido rondon Parana.

  2. Tenho uma aluna cega com 11 anos na rede municipal de ensino do Recife, frequentando a turma regular num processo de inclusão. Gostaria de saber onde encontrar essa caneta para desenho em relevo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *